10/06/2020

Iniciativa paraibana valoriza catadores e uso inteligente dos resíduos sólidos

Levantamento realizado Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe) mostra que o Brasil gerou, apenas em 2018, 79 milhões de toneladas de lixo, um aumento de quase 1% em relação ao ano anterior, segundo o Panorama dos Resíduos Sólidos. Deste total, a estimativa é de que somente 3% foram de fato reciclados, sendo que o potencial é de até 30%. Na última sexta-feira (5), Dia Nacional da Reciclagem e do Meio Ambiente, a Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) destacou o projeto ‘Reciclo – Despertando os Municípios’ realizado em parceria com o Ministério Público da Paraíba (MPPB).

O projeto tem como objetivo principal desenvolver um trabalho junto aos catadores de recicláveis de 27 cidades paraibanas, garantindo fonte de riqueza por meio do uso inteligente dos resíduos sólidos.  Cerca de 90% de todo o lixo reciclado no Brasil é coletado pelos catadores, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Por conta da pandemia causada pelo coronavírus, o projeto teve que ser suspenso já que necessita da interação direta dos municípios. Apesar disso, o presidente da Famup, George Coelho, informa que vem sendo realizado trabalho interno de mapeamento, mas que assim que possível as ações de campo serão retomadas.

“Não é fácil para ninguém essa questão de solucionar o problema do lixão, mas temos que encontrar soluções criativas como esta que o projeto Reciclo nos apresenta. Então, juntos conseguiremos garantir uma destinação mais eficiente para o lixo nos municípios, gerando emprego e renda para os catadores, e também a preservação do meio ambiente. Logo retomaremos o trabalho em parceria e com o apoio do Ministério Público”, destacou George.

O Reciclo

O projeto tem como pilares: educação ambiental, saúde pública, valorização e capacitação dos catadores de recicláveis. Conforme o Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis, no Brasil, há aproximadamente 800 mil profissionais do tipo em atividade.

O Reciclo conta também com envolvimento da sociedade: alunos do ensino fundamental e médio da rede pública e particular de ensino, profissionais das áreas da educação, saúde e também, assistência social.

A Famup atua a partir de duas ações, a primeira constituída pela realização de um diagnóstico do perfil demográfico dos catadores de recicláveis e seus familiares, com enfoque nas questões socioeconômicas e educacionais. Traçado o perfil, será possível dimensionar aspectos de ordem quantitativa e qualitativa que servirão como base para as ações seguintes. Já na segunda etapa, acontece a qualificação profissional com foco no trabalho dos catadores.

Dados

O Brasil é hoje o quarto maior produtor de lixo plástico, segundo um estudo da World Wildlife Fund (WWF): são 11,3 toneladas por ano, das quais somente 1,28% são recicladas. O número está bem abaixo da média mundial, de 9%. E, embora quase três quartos dos municípios façam algum tipo de coleta seletiva, a maioria se concentra no Sul e Sudeste. No Centro Oeste, menos da metade das cidades tem coleta seletiva. (Com assessoria).

Fonte:http://ideiapositivaonline.com/site/2020/06/iniciativa-paraibana-valoriza-catadores-e-uso-inteligente-dos-residuos-solidos/